10/05/14

2

A Culpa é das Estrelas




A Culpa É das Estrelas é o quarto livro escrito por John Green.
A história é narrada por uma paciente com cancro de 16 anos de idade, chamada Hazel Grace, que é forçada por seus pais a fazer parte de um grupo de apoio, onde posteriormente se encontra e se apaixona por Augustus Waters, ex-basquetebolista com 17 anos, e com uma perna amputada.
Hazel Grace é uma jovem prestes a completar dezassete anos de idade e que desde os treze anos sabe que sofre com uma doença grave: um cancro na tiróide que evoluiu para uma metástase no pulmão. O cancro faz com que ela tenha que andar sempre com um cilindro de oxigénio e uma cânula no nariz para conseguir respirar.

Contracapa do livro
Numa quarta-feira, Hazel está determinada a ficar em casa a assistir America’s Next Top Model, porém, depois da insistência da sua mãe, acaba por ir ao dito grupo de apoio. É nesse dia que ocorre a reviravolta da vida dela: Augustus Waters, um rapaz com Osteossarcoma em remissão e por quem ela não consegue evitar apaixonar-se.  Num aspecto, eles são muito diferentes: Augustus teme o esquecimento e está desesperado por deixar a sua marca no mundo. Hazel, pelo contrário, não se importa com o esquecimento. Ela acha que é uma granada e que, quanto menos pessoas ela magoar quando «explodir», melhor. Além disso, ela considera o esquecimento inevitável para todos. Ela aprendeu isso com Peter Van Houten, o autor do seu livro preferido “Uma Aflição Imperial” que fala de uma rapariga chamada Anna que sofre de um tipo raro de leucemia. O grande problema é que o livro acaba no meio de uma frase, como se Anna tivesse ficado doente demais para escrever ou tivesse morrido, deixando Hazel sem saber o que acontece a seguir com as outras personagens: a mãe de Anna, o hamster,... e ela escreve várias cartas a Van Houten, mas ele nunca responde. 
Página 40
Ele mudara-se dos Estados Unidos da América para a Amesterdão e nunca mais se ouviu falar dele, de algum livro que ele tenha publicado ou de alguma entrevista que ele tenha dado. Depois de mostrar o livro a Gus, ele procura uma maneira de entrar em contato com a assistente de Van Houten e consegue um endereço de e-mail através do qual Hazel pode comunicar com o autor, onde ele deixa claro que o único modo de ele contar o que acontece é se eles se encontrarem pessoalmente. Depois de algumas complicações é o que acaba por acontecer: ela, Gus e a mãe dela viajam para Amesterdão e vão se apaixonando e aproveitando o pequeno infinito que a vida lhes reserva, mas as coisas não correm da melhor maneira para os dois!
Para quem quiser saber o que acontece nas restantes páginas ou se interessar pelo livro, deixo um conselho: leiam o livro! Vale a pena pois é um livro que chama a atenção para o amor que pode nascer no meio do sofrimento! Recomendo!
 Mariana Lima

2 comentários:

  1. Amoooo muuuiiiitooo o filme e o livro , desculpe nao ter vindo visitar o blog, tava ocupada.
    você poderia postar uma lista de alguns livros para me aconselhar ? Acabei de ler divergente, gostaria de ler ação ou triologia, mas não conheço mais nenhum.
    obrigada pela atenção

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Stefani! Desculpe não ter visto o seu comentário mais cedo! Perto do título do blog existem alguns marcadores e um deles é "Lista para resumos dos livros", recomendo qualquer um desses livros!

      Eliminar

Querem que eu escreva um resumo de algum livro que não está nas listas? Deixem um comentário!

Leia um bom livro e seja feliz, delicie-se na imortalidade da literatura, viva de páginas, frases e esperança."

Karina Caprio

Traduzir